Tags

, , , ,

De todos os que vi até agora (dois), este foi o que me pareceu mais promissor e intrigante. Sem sombra de dúvida. Tendo em conta que se insere no género de terror e suspense penso que significa que está a cumprir a sua missão.

Sakakibara mudou-se para uma pequena cidade (cujo nome agora me escapa) devido às viagens de trabalho do seu pai. Está a morar com os avós. É um rapaz com uma saúde frágil (tem tendência a ter problemas pulmonares). Mas o mais misterioso de tudo é a sua turma na nova escola. É que há uns anos morreu lá uma rapariga – Misaki Mei. Misaki era popular e adorada por todos e a sua morte nunca foi bem explicada. Em vez de continuarem as suas vidas normais, os seus colegas continuaram a viver como se Misaki ainda estivesse presente. A sua mesa nunca foi ocupada por outro aluno e até lhe arranjaram uma cadeira na cerimónia de final de curso. Sakakibara vê-se então inserido num mistério que, a princípio, parece não lhe dizer respeito: até a própria Misaki se materializar à sua frente e lhe comunicar que o seu apelido está intimamente ligado com uma morte que ocorreu naquela escola, na sua turma; uma morte que mudou o destino de todos os futuros alunos da turma 9-B. Não disse que a morte tinha sido a sua nem revelou muito mais portanto Sakakibara ainda está em suspenso. Mas a aura de terror em que os seus colegas vivem é palpável.

Adorei. A banda-sonora está excelente, também. Vou ver já de seguida mais episódios (também já há quatro) para ver se continuam neste registo. Espero bem que sim, porque tem potencial para causar pele-de-galinha! Deixo-vos com algumas imagens!

Esqueci-me de falar nas bonecas. Durante todo o episódio apareceram imagens de bonecas de porcelana partidas durante breves segundos, intercaladas com o decorrer da história. Como podem ver, Misaki tem uma na mão. Ainda não sei qual a sua importância para a história. Embora uma coisa seja verdade: bonecas de porcelana partidas já são um bocado cliché neste género de história.