Estamos de volta depois de um fim-de-semana bastante atarefado mas que, regra geral, correu bastante bem! Foi o meu segundo IberAnime. Orgulho-me de ter estado presente na primeira edição de todas e… bem, que diferença. E temo que para pior. Compreendo que quando uma empresa nova decide organizar um evento pela primeira vez se tente esmerar, mas será isso razão para “abandalharem” daí para a frente?

O espaço era terrível, feio e escuro. Quando cheguei no Sábado mal pude acreditar no que via. A zona dos artistas esteve mal iluminada durante grande parte do dia, o que impossibilitava o trabalho por parte dos desenhadores e dos artesãos. A circulação também era praticamente impossível. Quanto ao resto do recinto, também tudo muito apertado, as coisas umas em cima das outras e não gostei nada, nada do volume excessivo do palco. E quando é que vão aprender a não pôr o karaoke a metros do palco principal?

Quanto aos concursos e ambiente geral não tenho nada a apontar. Continuo a não gostar de skits que nada têm a ver com a personagem e é com bastante pena que constato que cada vez é mais a norma que a excepção. Mas hoje vi coisas muito, muito boas e a rapariga que ganhou, a Inês Gomes, mereceu totalmente o prémio. Sem sombra de dúvida.

Em breve teremos muitas fotografias do evento, por parte do Gaps e de uma possível nova colaboradora!

Agradeço a todos o terem passado pela minha banca e terem visto e comentado as minhas figuras. As que escolhi para expôr foram a créme de la créme da minha colecção (aliás, nem tive coragem de levar a Saber Lily da GSC hoje…) para melhor vos fazer perceber o quão fantástico este hobby consegue ser. E foi um prazer imenso ajudar-vos a saber onde e como comprar e a distinguir originais de falsificações. Lembrem-se! A palavra-chave é holograma. 

Não sei se repito a experiência mas gostei muito de conversar convosco e esclarecer dúvidas. Mais uma vez obrigado!