Tags

, , , , , ,

Artigo de 2009

Kyohei, Takenaga, Ranmaru e Yuki são quatro bishonen que moram numa mansão enorme. Um dia a senhoria pede-lhes que tomem conta da sua sobrinha e que, já que estão com a mão na massa, a transformem numa autêntica senhora. Se o conseguirem, deixam de pagar renda; se falharem, passam a pagar o triplo. Só que há um problema:

Entra em cena Nakahara Sunako, sobrinha da senhoria. Passatempos? Filmes de terror, gore, devoção por teatros anatómicos e tem como melhores amigos dois esqueletos e dois modelos anatómicos com um aspecto assustador. Só se sente bem na maior das escuridões e chama aos novos colegas de casa “criaturas radiantes”, ao pé dos quais não consegue estar sem sangrar do nariz (entenda-se que o significado de sangrar do nariz em anime é bastante… subjectivo). Portanto a tarefa não é tão fácil quanto parece. Contudo, ao longo do tempo, e fazendo justiça a este tipo de série shoujo, as coisas vão melhorando, Sunako vai-se abrindo cada vez mais chegando até a mudar ligeiramente a vida dos novos amigos… mas nunca consegue prescindir das suas trevas.

Embora a série não tenha uma conclusão, por a manga ainda não ter terminado, vale a pena ver. É das séries mais engraçadas que vi até hoje. A obsessão que a Sunako tem por tudo o que é tétrico e mórbido dá imenso gozo de ver e… bem, podemos sempre contar com o non-sense do realizador Shinichi Watanabe (Excel Saga, Puni Puni Poemy).

Pontos fracos, há. A princípio torci um bocado o nariz ao estilo de animação, particularmente por causa disto:

Têm todos beicinho. Em Ouran também temos um grupo de bishonen bem jeitosos e não se recorreu a esta mariquice. Até pensei parar de ver por causa do estilo de animação, mas depois a parvoíce começou e é tão contagiante que uma pessoa fecha os olhos a certos pormenores.

Outro defeito foi usarem e abusarem da forma “deformada” da Sunako:

Percebo que seja mais fácil de desenhar, mas se a ideia é a Sunako tomar consciência do quão bonita é… não sei, gostava de a ver “normal” mais vezes.

Mas, no geral, dou 7,5/10. Consegue cumprir muito bem aquilo que um anime shoujo/reversed harem/slapstick/comedy se propõe a fazer… e fez-me rir. Bastante.