Tags

Enquanto todos esperam com ansiedade o discurso de Gaara, podemos rever quem são os lideres de cada regimento.

No esconderijo da Akatsuki o inimigo começa a movimentar-se. Seguem para o campo de batalha o exército de Zetsus e todos aqueles que foram reanimados por Kabuto. A equipa de Anko que recolhia informações no local apercebe-se disso e parte em direcção à base para transmitir as informações que conseguiu recolher.
No seguimento destes acontecimentos vemos o inimigo a movimentar-se no terreno e a tentar perceber o que lhes aconteceu, já que apesar de estarem conscientes deveriam estar mortos e não têm qualquer controle sobre os seus corpos. Destaque para Haku e Zabuza que se voltam a reencontrar.
Ficamos ainda a conhecer a unidade avançada da Akatsuki, que se irá deslocar pelo ar. Sasori e Deidara fazem parte desta unidade e têm como objectivo preparar armadilhas e realizar ataques ao inimigo.
Madara está um pouco preocupado, mas Kabuto explica-lhe que apesar dos confrontos emocionais de cada um dos reanimados, na altura do combate irá apagar a personalidade de todos e transforma-los em maquinas de matar. Ainda assim irá depender das características de cada um, pois para poder causar um tumulto maior no inimigo poderá ser melhor deixar os sentimentos como estão. O jogo emocional vai ser muito importante em alguns casos.
O mestre Dan Kato, Asuma e Hizashi seguem para a o campo de batalha.
Madara informa Kabuto que o exército de 100 mil Zetsus viajar através do subsolo para não chamar atenção e que irá deixar Zetsu de olho em Sasuke.

Depois disto vemos Anko, que ficou para trás e acaba por ser descoberta e capturada por Kabuto. Provavelmente este já tinha sentido a presença dos ninjas da vila da folha, pois enviou Deidara e companhia para interceptar os restantes elementos da equipa de espionagem.

De volta à Aliança Shinobi, os conflitos começam a surgir entre os elementos das diferentes vilas. Depois de tantos anos em confronto uns com os outros é normal que não haja confiança, fazendo com que as feridas do passado sejam motivo de confronto. Facilmente as discussões se espalham entre os diferentes batalhões, mas Gaara utilizando o seu poder consegue separar os mais exaltados.
Segue-se o discurso de Gaara. Este fala sobre as guerras ente as vilas e como isso influenciou a sua vida. Nasceu como jinchuriki num mundo de ódio que gritava por poder, o que o levou a odiar as pessoas e a querer destruir tudo. Exactamente o que a Akatsuki está a tentar fazer. Porem, um único ninja da vila da folha conseguiu dete-lo. Eram inimigos e ambos jinchuriki, compartilhando a mesma dor e experiências. Mas apesar de se ferirem em batalha, no final esse ninja considerou-o como amigo.
Gaara conclui dizendo que não deve haver ressentimentos, que todos são Shinobi e fazem parte da mesma equipa. Todos carregam a mesma dor de serem feridos pela Akatsuki. No entanto, se no final da guerra ainda houver ressentimentos em relação à sua vila que podem ficar com a sua cabeça.
Num ultimo folego Gaara pede ajuda a todos para proteger o amigo que o salvou, caso contrário o mundo estará perdido para sempre.

O Discurso de Gaara causa um impacto positivo entre todos os ninjas, acabando com todas conflitos. Depois disto, partem todos para a zona de combate.