Tags

A divisão de emboscadas liderada por Kankuro desloca-se pelos céus, utilizando pássaros feitos a partir da técnica de Sai. Têm como objectivo procurar um ponto estratégico no terreno de modo a conseguirem interceptar o inimigo. Durante a viagem Omio começa a divagar, imaginando o que lhe poderá acontecer na guerra. Algo que o deixa bastante nervoso e preocupado.

Numa cena à parte observamos a evacuação das populações dos territórios que provavelmente servidão de campo de batalha.

Na cena seguinte podemos ver Deidara , Sasori e companhia que conseguem interceptar a equipa de espionagem. Muta utiliza os seus insectos para atrapalhar as actividades sensoriais de Chukichi, mas as criaturas explosivas enviadas por Deidara conseguem eliminar Tokuma e Ranka. Já sozinho e exausto, Muta decide enviar o pergaminho com todas as informações relativas ao inimigo através dos seus insectos. Quando está prestes a continuar o seu caminho é atingido por um explosivo.

Não muito longe dali, a equipa liderada por Kankuro desce até ao solo. Encontram-se em território inimigo. Kankuro reúne todos e dá ordens para montarem a base. Omoi fica encarregue de colocar armadilhas à volta do perímetro, Sai irá fazer a vigilância aérea, Ittan utilizará a sua técnica para criar as trincheiras, Tango está encarregue de criar uma antena de transmissão de chakra, Zaji e Hoheto ficarão de vigia utilizando as suas capacidades sensoriais e por fim, Kiri ajudará Kankuro na formulação de uma estratégia de batalha.

Antes do choque entre a equipa de Deidara e Kankuro, vemos ainda os batalhões de Gaara e de Darui a movimentarem-se, seguindo direcções distintas.

Voltando à base da divisão de emboscadas, Zaji apercebe-se que alguém se aproxima. Utilizando as suas capacidades sensoriais descobre que é a assinatura de chakra de Muta e corre na sua direcção, enquanto que este cai desamparado. Kankuro tenta impedi-lo, mas sem efeito. Hoheto utiliza o seu Byakugan e apercebe-se que se trata de uma armadilha. Sasori está a utilizar Muta como marioneta para chamar à atenção da equipa de Kankuro, criando assim uma distracção para dar oportunidade a Deidara de provocar uma enorme explosão. Como seria de esperar, Deidara fica contente com a explosão que acabou de provocar, deixando todo o terreno devastado. Felizmente para a equipa de Kankuro, Ittan consegue proteger todos da explosão baixando o nível do solo onde se encontram. Zaji é puxado por Kankuro utilizando linhas de chakra e consegue também sobreviver à explosão.
Ao aperceber-se que os seus inimigos ainda estão vivos, Sasori volta a apostar nas marionetas e no jogo psicológico, enviando Tokuma e Ranka para combater os seus companheiros. Quando estão a ser atacados Sai aparece para dar uma ajuda. Mal sabia ele que tinha acabado de parar um ataque do seu irmão. A equipa trabalha em conjunto e consegue lutar de igual para igual. Omoi num golpe preciso e inesperado corta as linhas de chakra que prendiam Tomuka e Ranka, dando oportunidade a Kankuro de lançar as suas linhas para apanhar as de Sasori. Enquanto isso acontece, Ittan eleva rapidamente o terreno onde se encontram, fazendo com que os inimigos fiquem todos ao mesmo nível.

Vai ser uma luta bastante interessante, com o reencontro entre Kankuro e Sasori e ainda entre Sai e Shin. O episódio termina com Kankuro e Sasori. Depois de vermos algumas imagens da luta que ocorreu entre os dois no passado, Kankuro apresenta uma nova marioneta. Curiosamente, esta é exactamente igual a Sasori.