Boa noite a todos!
Hoje a entrevista é com a Cátia Ferreira. Tem 19 anos e anda nestas andanças desde os seus 14! Foi também uma das representantes de Portugal no Eurocosplay de 2011.

1. Porquê a escolha desta personagem para cosplay?
Esta personagem tem um significado especial para mim porque vi uma grande parte de Fate/Zero com o meu namorado com quem, por acaso, tenho algumas brincadeiras por causa da personagem Emiya Shirou. Então decidimos fazer cosplay de Gilgamesh Alternative version e Saber Lily.

2. Porquê este fato em especifico?
Bem, depois de alguma pesquisa gostei muito da versão Lily da Saber acho que é a versão desta personagem mais feminina e delicada apesar de ela ser rei (e não, não me enganei a escrever) nesta versão parece demonstrar a sua feminilidade, no entanto não deixa de parte o seu carácter forte.

3. Quanto tempo demorou a ser feito?
Por causa do tempo que as camadas da armadura levaram a secar e alguma preguiça, uns meses, mas com o tempo compactado por volta de 4 semanas.

4. Dirias que o fato, na sua totalidade, foi de fácil ou difícil construção?
Este estaria num nível médio/complexo pois foi preciso muita atenção à armadura para que me pudesse sentir minimamente confortável em palco.

5. Gastaste por volta de quanto dinheiro neste cosplay?
Por norma gasto sempre abaixo dos 80€ mas este especifico deve ter custado de 20 a 30 €.

6. Aprendeste alguma coisa nova durante o processo?
Este cosplay foi mais ou menos o culminar do que tenho vindo a aprender graças a vários amigos e pessoas muito simpáticas principalmente o pessoal que conheci em Londres o ano passado no E.C.

7. Gostaste do resultado final?
Acho que foi dos que mais gostei, só me falta começar o de Gilgamesh!

8. Que achaste da recepção da comunidade quando fizeste este cosplay?
Foi bastante agradável, mas também não se vêm muitos cosplays com armadura cá em Portugal.

9. Agora olhando de novo para o fato, mudarias alguma coisa?
Tenho de o apertar um bocadinho, e fazer com que as mangas fiquem mais tensas, mas já arranjei maneira.

10. Devo-te dizer que gostei imenso da rocha que tiveste em palco no show de cosplay que realizaste no Anicomics. Podias revelar como a fizeste e que material usaste, para ajudar os cosplayers iniciantes a apostar mais em props de palco?
Isso é bastante fácil, só é preciso saber o que usar.
Ter uma estrutura por baixo (no meu caso uma cadeira) e pôr um plástico para estragar por cima
Se quiserem ter um sítio para enfiar uma espada ou algo do género criem um espaço vazio com como, por exemplo, um canudo de papel higiénico amachucado e prendam-no ao sitio onde querem que fique.
Tendo a estrutura feita cubram com poliuretano; há à venda nas lojas de bricolage em tubo ou em duas substancias diferentes cujo nome não me recordo que devem ser misturadas ( este processo é um pouco perigoso- NÃO tocar antes de estar seco e cuidado porque se optarem pela mistura pode ficar muito quente) Lembrem-se de quanto melhor estiver a estrutura menos poliuretano precisam de gastar, e não é para encher a forma onde se vai espetar a espada.
Depois de seco podem talhar com uma faca afiada ou um x-acto
Cubram com folhas finas aos pedaços de fibra de vidro com tinta de um cinza claro cinza escuro e branco isto vai criar vários tons de pedra e o que vai acontecer é que as folhas vão amolecer e confundir se umas com as outras criando uma superfície mais dura ainda. No buraquito que criaram para dar um efeito mais realista quando espetarem a espada ponham só uma folhinha fina de fibra de vidro para que a espada entre bem.
Tirem a estrutura de baixo da pedra e deve aguentar se depois podem acrescentar o que quiserem espetar flores ou cobrir com teias de aranha ou outras coisas
É também uma boa técnica para fazer armaduras se substituirmos o poliuretano por papier maché.

Fotografias por Tatiana Soares

Por hoje é tudo e não se esqueçam de deixar um obrigado à Cátia pelas dicas para props – dicas nunca são de mais!😛