Tags

,

Os Três Mosqueteiros (1987)

Eram uma vez os três, os famosos moscãoteiros, do pequeno Dartacão, tão bons companheiros…

Não, afinal não é o Dartacão. “Dartacão e os Três Moscãoteiros” foi e continua a ser uma série bastante popular, o que fez com que a série “Os Três Mosqueteiros” ficasse na sua sombra e passasse um pouco despercebida (em Portugal). Mas isso não é motivo para não falar dela. E não se preocupem, tenho a certeza que alguém irá fazer um artigo sobre o Dartacão um dia destes.

Este anime é baseado no romance histórico “Os Três Mosqueteiros” (1844) escrito pelo francês Alexandre Dumas (assim como o Dartacão). É uma série de 1987 que foi dirigida por Kunihiko Yuyama e conta com 52 episódios. A história, que já é conhecida por todos nós, passa-se no início do século XVII. D’Artagnan é um jovem de 18 anos que decide deixar a sua aldeia de Gasconha em França e partir para Paris. À sua chegada conhece os três mosqueteiros, Porthos, Aramis e Athos. Os quatro amigos embarcam numa aventura, que tem lugar em França e Inglaterra, para tentar destruir os planos do Cardeal Richelieeu. Para alem de decidir tornar-se membro do corpo de elite dos guardas do rei, D’Artagnan tenta também conquistar o coração de Constance.

A série conta com o grande romance literário de Alexandre Dumas por trás, que para alem de ser uma grande aventura consegue ainda passar alguns dados históricos e transmitir valores como a amizade, a lealdade, a coragem e a honra.
Pessoalmente sempre gostei dos Três mosqueteiros e do seu lema, “Um por todos e todos por um”. E penso que sempre vivi assim, tendo o privilégio de ter uma família bastante unida em que todos somos bastante amigos uns dos outros e de ter amigos que posso considerar como uma segunda família. Todos eles são pessoas preciosas e especiais na minha vida. Claro que nem tudo é um mar de rosas e todos temos alturas na vida em que passamos por desafios, crises e sofrimento. Mas é bom saber que estão sempre todos prontos a ajudar e a dar apoio “no matter what”, assim como eu estou aqui para todos eles.

Apesar de misturar vários estilos como drama, suspense, acção e romance, o género principal é a aventura. Cada episódio conta com uma excitante experiência onde os mosqueteiros têm de provar a sua coragem, havendo sempre acção. Para alem disso conta com personagens bastante interessantes, tanto do lado dos heróis como do lado dos vilões. Cada uma delas com um passado peculiar e misterioso, que vamos descobrindo ao longo dos episódios. Apesar da história ter como base o romance de Dumas, não segue a história à risca, criando histórias alternativas e reviravoltas inesperadas.

O genérico é sem duvida alguma aquilo que eu me lembro melhor. Será que esta musica é mesmo espectacular ou é o bichinho da nostalgia a mexer cá dentro? =P