Tags

, , , , ,

A primeira vez que vi esta figura foi quando ainda era apenas um garage kit de Toda Satoshi, distribuído pela Principality of Kagutsuchino. Perdia-me a ver as imagens e perguntava-me como era possível que ainda ninguém lhe tivesse pegado para uma distribuição standard. E eis que, em finais do ano passado, apareceram as boas notícias: a Gift iria adicioná-la à sua linha de Sabers do Toda Satoshi. Já não era sem tempo e, sinceramente, a espera não teve lógica nenhuma. Depois do orgasmo colectivo por parte da comunidade de coleccionadores vieram as dúvidas. Que tons iriam utilizar, dentro das inúmeras abordagens que existiam? Iriam refinar as expressões?

Quando vi o protótipo finalizado torci o nariz. Não gostei do brilho na roupa. Mas pensei que ia valer a pena de qualquer forma e encomendei-a. Pouco tempo depois consegui arranjar a Saber Lily e a Saber Arturia também do Satoshi e ter a Extra passou a significar ainda mais para mim: era mais uma adição a uma colecção que ainda pretendo continuar, embora as que me faltam sejam dificílimas de arranjar. E quando ela chegou… foi amor à primeira vista. Mas depois de ver as duas Saber anteriores ao vivo isso não me surpreendeu. Uma Saber da Gift é sinónimo de excelência de escultura e pintura. A atenção ao detalhe é absolutamente impressionante, não há um acabamento mal feito e não estou a mentir quando digo que é possível ficar a contemplá-la durante um período infinito de tempo. Porque há sempre algo que escapa. Bom, vamos ver as imagens? Antes de mais volto a pedir desculpa por ser uma fotógrafa terrível. Algumas estão ligeiramente desfocadas.

A base é ligeiramente mais pequena que as das outras Saber, como veremos mais adiante (claro que tirei fotografia às três). Por um lado é bom, por outro preferia que fosse igual para ficar mais bonitinha no conjunto.

Preciso de falar na delicadeza da escultura nas omoplatas? E nos detalhes do fato? Estes últimos poderão ser vistos com maior detalhe mais abaixo.

Sendo esta a Saber Nero, o peito tinha que ser mais… avantajado que o das outras versões. Porém não está exagerado. E isso é algo que me agrada sempre. E agora os detalhes do fato:

Claro que fiquei rendida ao brilho no tom de vermelho. Funciona estupidamente bem com o dourado.

Não é mesmo preciso escrever nada. Felizmente!

Tirando ali as unhas, ficaram um bocadinho feias.

O plástico usado na saia é semi-translúcido, como se pode ver.

Panty shot:

E a arma:

Dou 9/10. Há sempre espaço para melhoramentos, óbvio, mas esta está mesmo quase, quase lá. Tal como todas as outras desta linha. Espero um dia conseguir tê-la completa. Agora que a Saber Lily vai ser re-editada pode ser que se lembrem de trazer a Alter cá para fora também. Oremos.

Deixo-vos com a fotografia de família!